Terça Traquina – A Família Imperfeita


Como a Vara da Criança e do adolescente classificaria uma família onde o pai era adúltero e assassino? As mães variadas? Um dos filhos estuprou a irmã e o outro o matou por causa disso. Outro, ainda, teve relações sexuais, em público, com as amantes do pai? Creio que não seria um relatório nada favorável.

Olhando para os antepassados de Jesus (na genealogia que se lê em Mateus capítulo 1) veremos uma sucessão de pessoas que não teríamos grande orgulho em ter como avós e bisavós. Uma família, entretanto, se destaca no quesito vergonha: a de Davi.

A família de Davi seria o que hoje chamamos de família disfuncional. E põe disfuncional nisso. Entretanto esse rei escreveu um dos livros da Bíblia que mais se lê: o livro de Salmos. E seu filho Salomão escreveu  outro muito aclamado: o livro de Provérbios.  De onde essa família tirou sabedoria e força para recomeçar e consertar-se? De Deus.

Não existe família perfeita. Não existem pais ou filhos perfeitos. O que existe são pessoas humildes o bastante para se colocarem nas mãos de Deus e pedirem que sejam renovadas. Existem pessoas com coragem suficiente para reconhecerem que com suas forças não dá, mas com o poder amoroso de Deus, sim, é possível.

Neste mês comemoramos o nascimento de Jesus. Reconhecido entre os que se declaram cristãos, como o filho de Deus. Entretanto, mesmo em meio àqueles que não o reconhecem como Senhor e Salvador há os que admiram os seus ensinamentos e se maravilham com a sua sabedoria.

Jesus era descendente de Davi, aquele rei que adulterou e matou, mas também aquele rei que se declarou culpado diante do Senhor Deus e clamou pela sua misericórdia. Quando nossas famílias se desestruturam há dois caminhos: o primeiro é o que a maioria toma. Não fazer nada. Negligenciar o perigo e dizer que é assim mesmo. O segundo é o caminho dos corajosos. Mudar. Colocar as esperanças nas mãos do criador e seguir os seus ensinamentos.

Se você é um dos muitos que não está satisfeito com a família que tem: mude. Mude você. Seja uma nova pessoa pautada pelas regras de Deus e justificada pela graça d´Ele. E, com a misericórdia de Deus você talvez venha a ser conhecido pelos seus descendentes como Davi foi: “um homem, ou uma mulher, segundo o coração de Deus”.

Janaina Vieira

Professora aposentada.